06/12/2021 às 10h21min - Atualizada em 06/12/2021 às 18h00min

Viveiro da Bracell bate recorde e atinge aproveitamento de 79% na produção de mudas de eucalipto

Bom resultado atingido pelo Viveiro Salgado é fruto do investimento de R$ 15 mi feito pela empresa no local

SALA DA NOTÍCIA Redação
Acervo Bracell
Pouco mais de 1 ano após a equipe do Viveiro Quatis, na cidade baiana de Entre Rios, atingir o índice de 78% de aproveitamento das mudas, a equipe do Viveiro Salgado, em Inhambupe, também na Bahia, foi além: a unidade obteve 79% de aproveitamento da produção. O índice foi atingido em outubro para as mudas produzidas em junho, uma vez que o fluxo de produção de mudas varia de 90 a 120 dias. 

“Isso quer dizer que este percentual apresentou as características adequadas para cultivo e, portanto, foram levadas ao campo para plantio. Estamos muito felizes e, ao mesmo tempo, conscientes do potencial de nosso time para seguir evoluindo”, informa Maurício Prieto, gerente de Viveiros da Bracell, companhia do grupo RGE, que gerencia empresas com operações globais de manufatura baseadas em recursos naturais. Segundo ele, “um bom índice é a partir de 70%, sendo considerado um excelente resultado a partir de 75%”.

Marcos Sacco, gerente sênior florestal, destacou que “é muito prazeroso celebrar esta nova conquista, desta vez, no Viveiro Salgado. Isso só foi possível graças ao envolvimento dos trabalhadores florestais, neste caso enfatizando três dos nossos seis valores Topicc: Times que se complementam, Pessoas e Melhoria Contínua. Esta conquista mostra que o investimento realizado no Viveiro Salgado começa a gerar frutos para toda a cadeia florestal da Bracell e seus parceiros”.

Peça importante 

Em 2014, a empresa planejava desativar o viveiro, mas, em 2016, por uma demanda pontual, precisou reativá-lo e, de lá para cá, o viveiro passou a ser peça importante para atendimento à demanda interna e, recentemente, retomou as vendas de mudas para todo o Brasil. 

Para Prieto, o desempenho é ainda mais animador se levar em conta a interferência dos fatores climáticos sobre a produção de mudas. “A queda de temperatura interfere muito no resultado, pois as mudas reduzem seu metabolismo e o enraizamento, além de ficarem muito suscetíveis ao surgimento de doenças. As mudas que produzimos em junho passaram por um período de chuva forte, mas conseguimos manter a qualidade e finalizar o plantio em outubro”, destaca.

Ele ainda ressalta que as principais razões para este resultado são a preparação da equipe e o recente investimento de R$ 15 milhões feito pela Bracell no local. “Graças a isso, em menos de seis meses, o viveiro conseguiu ultrapassar essa marca histórica. Também é preciso ressaltar a busca contínua do time no processo de melhoria de manejo e a sinergia com outras áreas, como Silvicultura, Setor Técnico (Setec) e Recursos Humanos”, salienta.

As mudas produzidas foram destinadas aos plantios da empresa na Bahia e em São Paulo e para clientes nos estados do Mato Grosso do Sul e da Bahia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tcheerechim.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp