09/12/2021 às 10h58min - Atualizada em 09/12/2021 às 17h01min

Agricultura 4.0: como a tecnologia 5G e o uso de dados prometem transformar agronegócio no Brasil

Em conjunto, eles irão revolucionar a produtividade agrícola e potencializar faturamento do setor

SALA DA NOTÍCIA Henrique Aragão
https://www.infoblox.com/
Sandro Tonholo, country manager da Infoblox Brasil.
*Por Sandro Tonholo - country manager da Infoblox Brasil

As novas tecnologias estão promovendo a rápida expansão da internet em todo o Brasil e serviços inovadores no ambiente da produção rural. O agro agora é tech. O leilão das frequências do 5G, feito para atender áreas distantes, deve beneficiar o agronegócio. O nosso produtor, de qualquer tamanho, vai ter direito à igualdade de oportunidades e essa é a maior igualdade que podemos ter no Brasil. O campo vive a era da transformação digital e, para continuar como uma das principais forças motrizes da economia brasileira, o setor tem investido na Agricultura 4.0.

O termo Agricultura 4.0 é usado para definir o agronegócio com o uso de tecnologia de última geração. São equipamentos tecnológicos como softwares, robótica, sistema de posicionamento global (GPS), drones e outras ferramentas para reduzir os custos e aumentar os lucros da produção rural. O novo veio da roça. O que tem de inovação, tecnologia, o que realmente anda no espaço competitivo, o que desperta interesse geoeconômico e geopolítico mundial é o agro. Hoje, se qualquer chefe de Estado, em qualquer lugar do mundo, quiser ter certeza da segurança alimentar dos seus povos daqui a 20 anos, terá que separar uma cadeira para o Brasil. É o único tema de referência em que nós estaremos obrigatoriamente incluídos na discussão.

O agronegócio representa quase 30% do PIB brasileiro. Durante a pandemia, o setor não parou e teve que se adaptar a um menor contingente de trabalhadores. Foi preciso, então, se reinventar. A Agricultura 4.0 trabalha com a utilização de máquinas, veículos autônomos, drones, robôs e sensores em animais e plantas. Informações podem ser recolhidas e enviadas para uma nuvem, onde formam um valioso banco de dados que permite uma tomada de decisão muito mais precisa. Esse sistema é conhecido como agricultura inteligente ou smart agriculture, e tem ganhado atenção de produtores e investidores.

Temos diversos exemplos de empreendedorismo de startups do setor agropecuário, permitindo o acesso a oportunidades de incubação, aceleração e investimentos. A utilização da Inteligência Artificial, junto a outras tecnologias como a Internet das Coisas, Big Data, computação em nuvem, conectividade, robótica, veículos autônomos, sensores, drones e satélites, vem promovendo a transformação digital no campo. Com mais informações e conhecimento em tempo real, indústrias e instituições ligadas à agropecuária têm mais apoio na tomada de decisão de seus negócios, visando lucratividade, segurança alimentar, qualidade e respeito ao meio ambiente.

Novas tecnologias de integração de dados = aumento do faturamento

Empresas inovadoras focadas em sistemas voltados para o agro, criam soluções computacionais, métodos de otimização e inteligência artificial para ajudar na definição do melhor momento da venda do gado de corte. Em média, o aumento no lucro dos produtores chega a 30%. Além disso, há uma melhoria de 12% no padrão das carcaças, 22% na conversão alimentar e redução de até 25% na emissão de poluentes. Eles desenvolveram uma tecnologia que monitora a performance dos bovinos dentro da fazenda — sendo um trader junto às informações no mercado e da indústria, que melhora em até 27% a lucratividade da operação.

Dessa forma, investir em tecnologias aplicada aos processos, como segurança de dados, já é uma realidade neste segmento. Ao adotar mecanismos de segurança para proteção dos dados, além de proteger a marca e o negócio, também é possível melhorar os controles internos, garantindo melhor confiabilidade na troca de informações com clientes e fornecedores. Afinal, todas as informações estarão protegidas e disponíveis remotamente.
Com os dados protegidos por sistemas de segurança eficazes, é possível prever situações e tomar decisões mais assertivas para o planejamento da colheita, por exemplo, e para o preparo do próximo plantio.

A proteção dessas informações - através da segurança de dados - eleva o nível de confiabilidade das mesmas, criando novas possibilidades para o crescimento do negócio através da tecnologia da informação. A segurança dos dados evita diversas ameaças e invasões cibernéticas ou mesmo falhas humanas, que tendem a causar grandes consequências administrativas e econômicas.

Essas inovações vão melhorar a vida do consumidor e facilitar o trabalho do produtor. As empresas de tecnologia têm atuado de forma a melhorar a vida de milhões de pessoas. Temos esse propósito muito forte, que move a nossa empresa. O produtor faz parte desse processo porque a tecnologia acaba melhorando o uso de seus recursos naturais e tem um 'approach' totalmente diferente do que ele tem hoje. É um processo de serviço entrando cada vez mais forte no campo e melhorando a eficiência do uso desses recursos. Isso é fundamental para as próximas gerações.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tcheerechim.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp