10/12/2021 às 13h08min - Atualizada em 11/12/2021 às 00h00min

Artrose, responsável por 30 a 40% das consultas em reumatologistas e pode ser tratada por embolização

A enfermidade é responsável por 7,5% dos afastamentos do trabalho

SALA DA NOTÍCIA Mariana Marcondes de Mello Durante Souza Bego
http://www.criep.com.br
Google Fotos
O tempo de recuperação é de seis horas e o paciente volta no mesmo dia para casa”, comentou o radiologista intervencionista do CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa, Dr. André Moreira de AssisSegundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), a artrose (osteoartrite, osteoartrose ou doença articular degenerativa) representa de 30 a 40% das consultas em ambulatórios de Reumatologia.  A enfermidade é responsável por 7,5% dos afastamentos do trabalho; a segunda doença a receber o auxílio-doença com 10,5%; e a quarta a determinar aposentadoria (6,2%).
 
O tratamento da artrose pode ser realizado pela ingestão de medicamentos, fisioterapia e até cirurgia. No entanto, há uma modalidade de tratamento minimamente invasivo para estes casos, nos joelhos e em outras articulações. A embolização bloqueia a chegada de sangue no tecido inflamado das articulações, levando a melhora da dor e da limitação funcional. “O procedimento é feito por uma punção com agulha na artéria da virilha e de uso de pequenos cateteres. Micropartículas são injetadas para bloquear o fluxo sanguíneo na região afetada, o que impede a irrigação do tecido inflamado.
 
O tempo de recuperação é de seis horas e o paciente volta no mesmo dia para casa”, comentou o radiologista intervencionista do CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa, Dr. André Moreira de Assis. 
 
A técnica é indicada aos pacientes com dor e limitação funcional de difícil tratamento com analgésicos orais e outros tratamentos locais como infiltrações. De acordo com o médico, a embolização para osteoartrite só é contraindicada para as pessoas com insuficiência renal ou alérgicos à contraste iodado ou mesmo pacientes com lesão articular extensa com indicação de prótese.
 
 
CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa -   o centro médico é referência nacional e internacional em Radiologia Intervencionista, especialidade médica voltada ao tratamento minimamente invasivo das doenças com o auxílio de métodos de imagem. Desde 1997, por meio de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) formada pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale, Dr. Airton Mota Moreira e Dr. André Moreira de Assis, a CRIEP oferece aos pacientes tratamentos avançados utilizando as técnicas e equipamentos tecnológicos mais modernos. Site: http://www.criep.com.br
 
Dr. André Moreira de Assis - especializou-se em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP). É Radiologista Intervencionista do HC-FMUSP e do Hospital Sírio-Libanês, e membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR) e da Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SOBRICE).
Mais Informações: 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tcheerechim.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp