18/03/2022 às 19h13min - Atualizada em 19/03/2022 às 00h01min

Vendas do Varejo devem cair em março segundo IBEVAR

Projeção indica redução de 0,32% no Varejo Restrito e de 1,56% no Ampliado em relação a fevereiro e calcula oscilação para os meses de abril e maio

SALA DA NOTÍCIA Beatriz Soares Gomes

 

 As vendas do Varejo devem recuar no mês de março, segundo projeção do IBEVAR - Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo para no período março-maio.

O Varejo Restrito deve apresentar queda de 0,32% nas vendas do mês e o Varejo Ampliado deve registrar redução ainda maior, alcançando 1,56% em relação a fevereiro. As projeções de vendas do IBEVAR calculam curva de queda e alta para os meses de abril e maio. O Varejo Restrito integra os segmentos de combustíveis, lubrificantes, supermercados, alimentos, bebidas, vestuário, calçados, tecidos, móveis, eletrodomésticos, artigos farmacêuticos, materiais para escritório, papelaria, jornal e outros itens de uso pessoal e doméstico e o Varejo Ampliado considera também veículos, motos, peças e materiais de construção.

“As variações positivas ou negativas refletem a tendência em torno da média da série de tempo. Entretanto, a previsão mostra uma redução do ritmo de vendas para o período março-maio e esse movimento se explica pela contração da renda real disponível das famílias. No caso do varejo ampliado, a redução é maior principalmente pela subida dos preços dos combustíveis “, diz Claudio Felisoni de Angelo, presidente do IBEVAR.

As projeções para Varejo Restrito mostram ainda que as vendas devem crescer em abril, com alta de 0,13% em relação a março, voltando a cair em maio para 0,22% em relação a abril. As estimativas apontam queda de 0,42% em março em relação ao mesmo período em 2021 e alta de 1,16% no acumulado dos últimos 12 meses. Em abril, a variação mensal registra baixa de 4,19% e segue curva de recuo para 0,95% no acumulado. Para maio, as estimativas registram queda de 4,97% na variação mensal e redução de 2,5% no acumulado.

O Varejo Ampliado segue a curva de baixa de 1,53% em abril, reagindo em maio com alta de 0,28% em comparação ao mês anterior. As estimativas do IBEVAR para o Varejo Ampliado indicam também aumento de 0,32% em março em relação ao mesmo período em 2021 e nova alta de 3,99% no acumulado dos últimos 12 meses. Em abril, a variação mensal registra baixa de 4,74% em relação ao mesmo período do ano passado, porém aumento de 1,03% no acumulado, enquanto maio registra as projeções mais baixas: redução de 7,4% em relação 2021 e nova baixa de 1,44% no acumulado dos últimos 12 meses.

O IBEVAR destaca projeções específicas dos setores que compõem o Varejo Restrito. Tecidos, vestuário e calçados são os segmentos que devem registrar a maior alta em março, com 10,43% em relação a fevereiro, mas também apresentam a maior queda em abril, com 15,99% em comparação ao mês anterior. Combustíveis, lubrificantes e equipamentos de escritório mantêm-se estáveis em março, abril e maio neste mês em relação ao mês anterior.

As estimativas são calculadas com base nos dados de série temporal coletados da Pesquisa Mensal de Comércio/IBGE.

Sobre o IBEVAR

O IBEVAR - Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo é referência em pesquisas e conteúdos sobre Varejo e Consumo e principal plataforma de relacionamento de executivos do setor. Sem fins lucrativos, a organização reúne comitês de Tecnologia e Inovação, Varejo Digital, Gestão de Pessoas e Lideranças Criativas, PRACS e Pricing com executivos de alto nível que debatem temas relevantes para as melhores decisões do mercado. O IBEVAR também faz projeções periódicas relacionadas a vendas e intenção de compra, inflação e inadimplência, além de realizar pesquisas de tendências das principais datas sazonais e comemorativas de Varejo e também pesquisas personalizadas específicas à demanda da empresa contratante. E ainda contribui com a capacitação contínua de profissionais do setor por meio de parcerias educacionais. Fundado em 2009, a organização reúne mais de 19 mil associado


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp