23/03/2022 às 16h58min - Atualizada em 24/03/2022 às 00h00min

Hospital Estadual Centro-Norte Goiano celebra 100 dias de funcionamento e anuncia novidades

Em pouco mais de três meses de funcionamento, já foram realizadas mais de 500 cirurgias e cerca de 4 mil atendimentos ambulatoriais na unidade

SALA DA NOTÍCIA ECCO Escritorio de Consultoria em Comunicação Ltda
https://ecco.inf.br
Foto: Divulgação

O Hospital Estadual Centro-Norte Goiano (HCN), localizado em Uruaçu, completa 100 dias de funcionamento, em março deste ano. Neste período, a unidade conseguiu transformar a assistência à saúde da população do município e de diversas outras cidades do Estado, trazendo uma nova realidade para os pacientes com atendimento completo, pois possui infraestrutura com uma tecnologia de ponta jamais vista antes no interior. Por isso, o espaço recebe também munícipes de regiões como Iporá, Alexânia, Caiapônia, Luziânia, Jaraguá, Rio Verde, Inhumas, Anápolis, Jataí, entre outras, por meio do Complexo Regulador Estadual (CRE).

O hospital foi pensado com a proposta de inverter o fluxo de atendimento para casos de média e alta complexidade, confirmando a estratégia de regionalização da saúde proposta pela gestão da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás.

“Devido ao perfil assistencial da unidade, pacientes graves não precisam mais ser transferidos para outras cidades. Podemos citar como exemplo a situação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) que temos no complexo, pois, antes da abertura desses espaços em Uruaçu, muitas pessoas tinham que viajar de ambulância de quatro até cinco horas para conseguir ter acesso a um atendimento especializado”, destaca Getro de Oliveira Pádua, diretor do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), organização social que administra o HCN.

Ele completa: “Hoje, o paciente que é acometido por alguma situação grave de saúde tem atendimento em uma unidade que está localizada próxima à sua casa. Um hospital que conta com equipe multiprofissional em diversas especialidades e tecnologia de ponta”, reforça.

Cirurgias e novas tecnologias

Em 100 dias, foram 574 procedimentos cirúrgicos, em sua maioria de urgências ortopédicas/trauma, além de cirurgias vasculares e outras gerais, conforme explica a direção da unidade. Nesse sentido, vale destacar as videocirurgias torácicas, que contam com alta tecnologia e estão sendo realizadas no complexo com certa frequência, inclusive, em casos de pacientes com complicações por doenças graves.

A Cirurgia Torácica Videoassistida (CTVA) ou videotoracoscopia, por exemplo, é um procedimento cirúrgico moderno, utilizado para cuidar de doenças torácicas como derrame pleural, lesões pulmonares, doenças esofágicas e câncer.

Há muitas vantagens para o paciente que é submetido à técnica, entre elas: recuperação mais rápida e menor tempo de internação. O procedimento consiste em um ato cirúrgico minimamente invasivo, realizado por meio de um toracoscópio, instrumento parecido com um tubo, usado para ser introduzido na parede torácica para observação das superfícies pulmonares e da cavidade pleural no tratamento de lesões nas regiões.

Geralmente, são feitas duas ou três pequenas incisões (2cm). Por meio delas, são inseridas a câmera, o equipamento de apreensão e grampeadores de diversos tipos, apropriados para cada procedimento.

Em casos considerados de alta complexidade, cirurgias por vídeo têm sido cada vez mais indicadas, pois, muitas vezes, os pacientes se encontram bastante debilitados e como o procedimento é minimamente invasivo oferece, inclusive, mais segurança durante a execução.

Infraestrutura

No decorrer dos últimos 100 dias, o HCN implementou e ampliou leitos para acomodar pacientes em diversas situações de saúde. Entre alguns exemplos estão: 69 acomodações de Internação de Clínica Médica com nove de psiquiatria.

Foram providenciados também 60 espaços de Internação de Clínica Cirúrgica; 20 de UTI Adulto; 30 de UTI de Covid-19, instalados durante a nova onda da pandemia que começou em janeiro de 2022; e 10 de UTI Infantil de Covid-19, também desenvolvidos em meio à alta dos casos de coronavírus em crianças, em fevereiro. A unidade instalou ainda 30 espaços de Enfermaria para pacientes com Covid-19, a partir do primeiro mês deste ano.

Houve também os 10 leitos novos de UTI Pediátrica e mais 10 espaços para Internação de Clínica Pediátrica de Enfermaria com outros 10 do mesmo segmento para pacientes infantis com Covid-19, montados a partir de fevereiro.

Especialidades e ambulatório

A unidade oferece também atendimento ambulatorial com encaminhamento para diversas especialidades, pois atua com cirurgia geral, cirurgia torácica, ginecologia, infectologia, clínica médica, ortopedia e traumatologia, cirurgia vascular, cardiologia, otorrinolaringologia, gastroenterologia, urologia e neurologia clínica, entre outras.

“A assistência ambulatorial de qualidade é fundamental, pois o paciente precisa passar por esse atendimento para fazer uma consulta com o cirurgião e realizar uma avaliação pré-cirúrgica, por exemplo. Com essa organização funcionando perfeitamente é aberta mais uma porta para que as pessoas possam ser atendidas com mais rapidez”, comenta João Batista da Cunha, diretor assistencial do HCN, reforçando que nos últimos 100 dias de funcionamento, quase quatro mil pacientes passaram pelo ambulatório do complexo.

Exames laboratoriais

Quando se trata de exames laboratoriais e de imagem, o HCN já oferece uma grande variedade de procedimentos à população. Atualmente, os pacientes podem realizar procedimentos de análises clínicas, teste ergométrico, colonoscopia, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, endoscopia digestiva, holter, mapa, raio-x, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, ultrassonografia/doppler, colangiorressonância, entre outros.

Novidades

Mesmo com tantas ações e serviços organizados e inaugurados em 100 dias, a direção do hospital já anuncia novidades para o futuro. Nesse sentido, a população terá disponível no complexo um Centro Obstétrico, local específico para realização de partos.

Além disso, a unidade irá inaugurar uma Clínica de Enfermaria Obstétrica, espaço que funcionará de forma semelhante à maternidade. Outras novidades serão a UTI Neonatal com 10 leitos e a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) com mais 5 acomodações.

“Essas são as principais novidades imediatas que vamos começar. Contudo, em breve, teremos também atendimento e serviço de Oncologia, pois já começamos as discussões do ponto de vista da estrutura física, entre outros aspectos, para que possamos oferecer um serviço de muita qualidade à população da região e de outras cidades”, encerra Cunha.

Assessoria de Comunicação:

Wandy Ribeiro

E-mail: [email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp