29/04/2022 às 21h30min - Atualizada em 29/04/2022 às 22h11min

Polícia divulga detalhes sobre chacina familiar registrada na zona sul de Porto Alegre; filho foi o último a ser morto

Da GBC Um empresário, identificado como Octávio Driemeyer Júnior, de 44 anos, é acusado pela polícia de matar a mãe, a esposa, o filho, a sogra e em seguida se suicidar, em um condomínio de luxo, na Rua Dona Maria, próximo à Rua Silveiro, no bairro Santa Tereza, na Zona Sul de Porto Alegre. Conforme...

Porto Alegre 24 Horas
https://poa24horas.com.br/policia/2022/04/policia-divulga-detalhes-sobre-chacina-familiar-registrada-na-zona-sul-de-porto-alegre-filho-foi-o-ultimo-a-morrer/

Da GBC

Um empresário, identificado como Octávio Driemeyer Júnior, de 44 anos, é acusado pela polícia de matar a mãe, a esposa, o filho, a sogra e em seguida se suicidar, em um condomínio de luxo, na Rua Dona Maria, próximo à Rua Silveiro, no bairro Santa Tereza, na Zona Sul de Porto Alegre. Conforme a polícia, ele matou o filho de 14 anos com um tiro no rosto e as demais vítimas com tiros na cabeça. O crime aconteceu na última quarta-feira (27) na residência em que a família vivia.

Segundo a Polícia, a esposa, identificada como Lisandra Lazarreti Driemeyer, de 45 anos, foi a primeira a ser assassinada. Ela estava no mesmo quarto que Octavio e levou um tiro na cabeça. A segunda vítima, também atingida no crânio, foi a mãe do empresário, Delci Driemeyer, de 79 anos. Delci integrava a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) na cidade. Por meio das redes sociais, a comunidade lamentou o trágico falecimento da idosa.

A mãe de Lisandra foi a terceira vítima, com tiro no mesmo lugar. Ela foi identificada como Geraldina Lazaretti, de 81 anos. Ela era de Canudos do Vale. A família já enfrentava o luto desde último sábado. O marido de Geraldina, seu Aldino Lazzaretti faleceu e inclusive foi enterrado em Rui Barbosa, com a presença de todos os familiares.

O último a ser morto foi o filho do casal, Enzo Lazaretti Driemeyer, de apenas 14 anos. Ele foi o único que levou um tiro no rosto. Depois do filho, o atirador, identificado pela polícia como Octávio Driemeyer Júnior, de 44 anos, tirou a própria vida entre o corredor e o quarto.

Uma tia de Lisandra também estava na residência. Ela escutou os disparos e encontrou as cinco pessoas mortas. Assustada, ela avisou o zelador que acionou a Brigada Militar. “Encontramos um cenário complicado”, afirma o Tenente Coronel Eduardo Michel, Comandante do 1° Batalhão de Polícia Militar (1° BPM).

O caso é investigado pela 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP). “Vamos esperar a família enterrar os parentes para avançar na investigação”, afirma o delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, que investiga o caso.



Fonte: https://poa24horas.com.br/policia/2022/04/policia-divulga-detalhes-sobre-chacina-familiar-registrada-na-zona-sul-de-porto-alegre-filho-foi-o-ultimo-a-morrer/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp