17/12/2021 às 15h24min - Atualizada em 18/12/2021 às 00h01min

Rede Educare em parceria com a BASF expande projeto Leitura no Campo pelo Brasil

O projeto inaugurou 8 bibliotecas em todo o Brasil em 2021

SALA DA NOTÍCIA BASF
O projeto Leitura no Campo, que tem realização da Rede Educare e patrocínio da BASF, via Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial de Cultura expandiu o seu programa em 2021 para 8 novas unidades. São mais de 1.200 novos livros por unidade, entre romances, mangás, contos e títulos juvenis. Com a expansão do projeto este ano, a população dos municípios de Vargem Grande do Sul (SP), Perdizes (MG), Unaí (MG), Campo Novo do Parecis (MT) e Formosa, Paraúna e duas em Rio Verde (GO) vão ter a oportunidade de conferir e desfrutar de todos os espaços revitalizados.

Em 2021, o projeto revitalizou bibliotecas ou espaços de leitura já existentes no Brasil, tanto no que tange à adequação do espaço físico como a doação de acervos. O objetivo é oferecer novos títulos que abrangem temas atuais, dando espaço para a diversidade. No total, são mais de 2.506 alunos beneficiados

O projeto vem atuando em espaços que precisam de suporte e melhorias para atender as comunidades do país.

Confira todas unidades do projeto Leitura no Campo inaugurados em 2021:
 
  • Unidade Escolar de Educação Especial “Francisco Thomaz Cintra de Andrade” APAE de Vargem Grande do Sul -- Vargem Grande do Sul, SP;
  • CMEI Geralda Rita de Oliveira -- Perdizes, MG;
  • EM Amelia Lena Fedrizzi -- Campo Novo do Parecis, MT;
  • EMEF Odélio Guerra -- Rio Verde, GO;
  • EM Marileila Alves dos Santos -- Formosa, GO;
  • EM Adélia Rodrigues Marques -- Unaí, MG;
  • EMREF São José do Pontal -- Rio Verde, GO;
  • EM Rural Cercado -- Paraúna, GO.
“O Leitura no Campo chegou à nossa instituição como um grande presente, pois, através dele, nossos alunos e frequentadores do centro de convivência terão a oportunidade e o acesso a um acervo de referência, levando todos os estudantes ao mundo da imaginação, ampliação de vocabulário e reflexão e auxiliando na atenção-concentração”, ressalta Ana Márcia Pereira Sabino, diretora da Unidade Escolar de Educação Especial “Francisco Thomaz Cintra de Andrade” - APAE de Vargem Grande do Sul.
Além de livros que são de difícil acesso e estão entre os mais procurados pelo público infantil e infanto-juvenil, as instituições ganham a revitalização da sua biblioteca com novo espaço de pintura, mesas, cadeiras de leitura e ambientação lúdica para acolhimento dos estudantes, que frequentam as séries da educação infantil e ensino fundamental. Além de beneficiar os alunos dessas instituições, o espaço também passa a servir a toda comunidade do entorno.  

“Falar sobre o projeto Leitura no Campo hoje é motivo de alegria, orgulho e certeza de que ainda existem pessoas que se preocupam com a educação. É visível a riqueza de detalhes na organização do ambiente, na seleção e disposição dos livros, nota-se uma preocupação principalmente com fato de que a criança se sinta-se ‘atraída’ não só pelo ambiente, mas por tudo que este local pode proporcionar a ela”, comemora Cristiana Teresinha de Oliveira Medeiros, Diretora do CMEI Geralda Rita de Oliveira.

Um grande desafio do nosso projeto é dar acesso ao livro e a leitura em comunidades no interior do Brasil.  No entanto, o desafio vai além de ter bibliotecas, precisamos democratizar a leitura e o ato de lerexplica Kátia Rocha Brasileiro, diretora da Rede Educare.
Além da doação do acervo, o projeto oferece aos educadores acesso a uma plataforma com cursos gratuitos e certificados de 30hrs com técnicas para alfabetização, formação de leitores e contação de histórias.

Para o Eduardo Eugenio Vieira Santos, gerente Sênior de Marketing de Soluções para Agricultura da BASF, participar do projeto é buscar e incentivar a formação de novos leitores. “Visamos assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem para todos. Para empresa, participar de projetos educacionais como o Leitura no Campo é plantar novos aprendizados nas crianças do Brasil”, reforça Eduardo.

A iniciativa do projeto Leitura no Campo vai ao encontro da Lei nº 12.244 de 24 de maio de 2010, que estabelece a obrigatoriedade de haver biblioteca nas instituições de ensino do país. O projeto também auxilia no processo educacional, na redução do analfabetismo e na formação de um público consumidor de cultura.

Sobre a Divisão de Soluções para Agricultura da BASF
Com uma população em rápido crescimento, o mundo está cada vez mais dependente da nossa capacidade de desenvolver e manter uma agricultura sustentável e ambientes saudáveis. Trabalhando com agricultores, profissionais agrícolas, especialistas em gestão de pragas e outros, é nosso papel ajudar a tornar isso possível. É por isso que investimos em uma forte estrutura R&D e em um amplo portfólio, incluindo sementes e melhoramento genético, proteção química e biológica de cultivos, manejo do solo, fitossanidade, controle de pragas e agricultura digital. Com equipes de especialistas em laboratório, campo, escritório e produção, conectamos pensamento inovador e a ação realista para criar ideias do mundo real que funcionam - para agricultores, sociedade e o planeta. Em 2020, nossa divisão gerou vendas de €7,66 bilhões. Para mais informações, visite www.agriculture.basf.com ou qualquer um dos nossos canais de mídia social.

Sobre a BASF
A BASF, empresa alemã e líder mundial na área Química, comemora em 2021, 110 anos de presença no Brasil. Ao longo desse período, a empresa tem investido em produtos e soluções para os diferentes segmentos da indústria brasileira, ressaltando a sustentabilidade e a inovação como temas transversais e considerados chave para o sucesso da companhia. Do total de mais de 110 mil colaboradores da BASF no mundo, 5.850 deles na América do Sul e 4.215 no Brasil - todos atuam com o propósito de criar química para um futuro sustentável, em um ambiente inclusivo, aberto e criativo, que preza por uma cultura de respeito e diversidade. ​
​Com oito unidades fabris no Brasil, a BASF tem como compromisso uma atuação responsável em parceria com clientes e com as comunidades onde está inserida. O portfólio da empresa está organizado em seis segmentos: Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição & Cuidados e Soluções para Agricultura. A BASF gerou vendas de € 59 bilhões em 2020 e investiu cerca de € 2 bilhões em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e soluções. ​Para mais informações, acesse: www.basf.com.      

Sobre a Rede Educare                  
A Rede Educare nasceu em 2008 inspirada pela crença de que é possível transformar a realidade desde que pessoas, empresas, governos e organizações estejam imbuídos do mesmo propósito. Nesses 13 anos, tornou-se referência no Brasil em projetos de transformação social. Em outras palavras, a Rede Educare promove diálogos para modificar vidas.
Especializada em leis de incentivo, atua em todo o Brasil, tecendo encontros entre produtores e empresas que acreditam em cultura, esporte, saúde e ações sociais para realizar projetos inovadores de impacto social. “Hoje temos certeza do nosso propósito. Somos uma empresa diversa, com crenças, força e ideias. Sim, ideias mudam o mundo quando temos pessoas que querem realizar o novo”, comemora Kátia Rocha Brasileiro, diretora da Rede Educare.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tcheerechim.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp