03/08/2022 às 00h13min - Atualizada em 03/08/2022 às 00h14min

Sai Marco Aurelio Cardoso e entra Leonardo Busatto na Secretaria Estadual da Fazenda

O economista Leonardo Busatto foi anunciado como o novo titular da Secretaria Estadual da Fazenda do Rio Grande do Sul (Sefaz). Conforme anúncio realizado

Rádio Pampa
https://www.radiopampa.com.br/sai-marco-aurelio-cardoso-e-entra-leonardo-busatto-na-secretaria-estadual-da-fazenda/

O economista Leonardo Busatto foi anunciado como o novo titular da Secretaria Estadual da Fazenda do Rio Grande do Sul (Sefaz). Conforme anúncio realizado pelo governo gaúcho nesta terça-feira (2), ele assume o cargo porque o também economista Marco Aurelio Cardoso deixou o Executivo para se dedicar a questões pessoais.

Até então, Busatto comandava a Secretaria Extraordinária de Parcerias, responsável pela condução do programa para promoção de concessões e parcerias público-privadas (PPP) no Estado. “Em um primeiro momento, o secretário acumulará a liderança das duas pastas”, informou o Palácio Piratini.

Filho do ex-deputado Cezar Busatto (falecido em 2018) e da ex-vereadora Clênia Maranhão, Busatto é economista formado pela Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Busatto tem pós-graduação em Administração Pública Eficaz pela mesma instituição e pela Universidade George Washington (Estados Unidos).

No serviço público são 15 anos de trajetória. Ingressou em 2006 na Secretaria Estadual de Planejamento. No ano seguinte, foi admitido em concurso público como auditor fiscal da Sefaz, e em 2015-2016 atuou como subsecretário do Tesouro do Estado.

Antes de voltar ao Executivo estadual, foi secretário da Fazenda de Porto Alegre em 2017-2020, quando passou a ser assessor do Secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul. Em janeiro do ano passado, assumiu como titular da Secretaria Extraordinária de Parcerias, cargo que ocupava até então no governo.

No período à frente da pasta extraordinária, ele foi peça-chave na consolidação de projetos estratégicos da atual gestão. Foram concluídas as privatizações da Sulgás e da Companhia Estadual de Energia Elétrica em seus braços de Distribuição (CEEE-D), Transmissão (CEEE-T) e Geração (CEEE-G).

A lista inclui, ainda, o encaminhamento do processo de concessão de 1,13 mil quilômetros de rodovias estaduais à iniciativa privada, com a realização do leilão do chamado “Bloco 3”, em abril de 2022, e a previsão do leilão do “Bloco 2”, marcado para 1º de setembro, além de estudos em curso para o “Bloco 1”.

No último dia 20, foi publicado ainda o edital para construção, manutenção e apoio à operação do Complexo Prisional de Erechim, cujo leilão, no modelo de PPP, está agendado para ocorrer na B3, em 15 de setembro próximo.

Já Marco Aurelio, em seu período à frente da Sefaz, foi responsável pela condução de ações estratégicas como as reformas previdenciária e administrativa, que viabilizaram a reestruturação das finanças do Estado e permitiram que os salários do funcionalismo e os repasses aos fornecedores voltassem a ser pagos em dia, além do processo de adesão ao Regime de Recuperação Fiscal.

No encerramento da sua gestão, o economista disse que deixa o governo gaúcho de forma grata e satisfeita pela experiência: “Agradeço pela confiança ao longo de todo o governo. Foi um período de mais de três anos que levarei para sempre, com muito orgulho e satisfação por ter participado de coisas tão importantes”.

Dança das cadeiras

Na segunda-feira (1º), Vinícius Polanczyk tomou posse como novo secretário estadual de Trabalho, Emprego e Renda. Ele assumiu a vaga aberta pela saída de Hamilton Sossmeier (PTB), de volta ao mandato na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

Polanczyk é natural de Porto Alegre mas desde a infância reside em Guaíba, onde comandou nos últimos 12 anos as secretarias municipais de Turismo, Desporto e Cultura e Administração e Recursos Humanos.

Formado em Direito pela Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), atuou no governo do Estado entre fevereiro de 2003 e dezembro de 2004 na então Secretaria do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, órgão no qual foi coordenador de Qualificação Profissional. O currículo inclui, ainda, passagens pela Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.

(Marcello Campos)



Fonte: https://www.radiopampa.com.br/sai-marco-aurelio-cardoso-e-entra-leonardo-busatto-na-secretaria-estadual-da-fazenda/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp