04/08/2022 às 00h13min - Atualizada em 04/08/2022 às 00h14min

Prefeituras gaúchas podem colaborar com rede sobre mudanças climáticas

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) está convidando as 497 prefeituras gaúchas a realizarem cadastramento, de forma gratuita, em

Rádio Pampa
https://www.radiopampa.com.br/prefeituras-gauchas-podem-colaborar-com-rede-sobre-mudancas-climaticas/

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) está convidando as 497 prefeituras gaúchas a realizarem cadastramento, de forma gratuita, em plataforma de dados sobre mudanças climáticas. O objetivo é auxiliar na tomada de decisões sobre o tema.

O sistema de informações foi detalhado aos gestores municipais em evento realizado nesta semana pela pasta, com o apoio da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Como palestrante do encontro esteve presente Andreia Banhe, gerente sênior do CDP, organização internacional sem fins lucrativos. A instituição foi fundada em 2000 na Inglaterra por um grupo de cientistas que identificou a falta de informações sobre o clima para a tomada de decisão dos investidores.

Ela apresentou os benefícios aos municípios que alimentam a plataforma com seus dados: acesso à rede de parceiros, monitoramento de ações ambientais, gestão de dados, oportunidades de financiamento e visibilidade internacional.

“O CDP é uma plataforma que monitora como os municípios e Estados estão enfrentando os compromissos climáticos”, ressaltou Andreia. “É um sistema para os municípios monitorarem suas ações e servirá para o Estado entender como os municípios estão agindo frente às mudanças do clima.”

Não há um prazo máximo para o cadastro, porém as prefeituras que alimentarem a plataforma até o dia 12 de agosto receberão uma avaliação e um relatório personalizado, além de um certificado.

No Rio Grande do Sul, cinco municípios já abastecem o sistema com informações: Canoas, Dois Irmãos, Nova Santa Rita, Porto Alegre e São Leopoldo.

Para participar, a prefeitura deve encaminhar e-mail ao CDP, que enviará um link personalizado para acessar a plataforma. As informações também estão disponíveis no site www.cdp.net. Já os projetos do governo gaúcho relacionados ao tema estão disponíveis em proclima2050.rs.gov.br.

Outro evento

Nesta quarta-feira (3), o Palácio Piratini sediou a 109ª reunião da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). O encontro foi organizado pela Sema, reunindo secretários estaduais de Meio Ambiente, além de presidentes de fundações e de autarquias.

O grupo continua no Rio Grande do Sul até domingo (7), a fim de discutir o assunto e realizar visitas técnicas na Capital, Interior e Litoral Norte – Carlos Barbosa, Bento Gonçalves, Gramado, Canela, Cambará do Sul, Torres e Osório.

Os representantes da Abema foram recepcionados pelo governador Ranolfo Vieira Júnior e pela titular da Sema, Marjorie Kauffmann, que discursou:

“É uma ótima oportunidade para promover o diálogo sobre esse tema tão relevante. Durante esse período, faremos visitas técnicas a regiões representativas, como os cânions e o geoparque, em nosso Estado, com o acompanhamento de técnicos da nossa pasta e Fepam [Fundação Estadual de Proteção Ambiental]”.

Conforme a presidente da associação, Mauren Lazzaretti, o evento permite compartilhar desafios, experiências e boas práticas voltadas ao meio ambiente:

“É um momento que nos traz conhecimento e aprimoramento. Além disso, gera um espírito de integração entre os órgãos, que só ajuda a fortalecer a gestão ambiental entre os estados brasileiros”.

Associação civil de direito privado e sem fins econômicos, a Abama é representante dos órgãos estaduais de meio ambiente em todo o País.

Isso inclui secretarias e 22 autarquias ou fundações, responsáveis pela implementação de política ambiental, atos administrativos (licenças e autorizações) e outros instrumentos da Política Nacional de Meio Ambiente, tais como zoneamento, avaliação de impacto ambiental, infrações administrativas, gestão florestal, biodiversidade, recursos hídricos e mudanças climáticas.

(Marcello Campos)



Fonte: https://www.radiopampa.com.br/prefeituras-gauchas-podem-colaborar-com-rede-sobre-mudancas-climaticas/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp